c

c
Imagens: Sicalis flaveola (Canário-da-terra)/Cláudio Gontijo/Lassance-MG

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Palavras





Muitas palavras  estão guardadas,
armazenadas e bem arrumadas,
em caixas de papelão,
em estojos de marfim,
em bolsas de múltiplos adornos,
em embalagens de papel de seda,
em embornais de couro cru,
nos cofres de aço,
nas linhas tecidas e bem amarradas
do corpo e da alma.
Se foram ditas, nem todos souberam,
alguns ouviram e maldisseram,
outros silenciaram,
outros ignoraram.
E aconteceu que também idolatraram,
emocionaram.
Porque foram malditas,
engolidas e escondidas,
contidas, distorcidas,
dilaceradas e profanadas,
Cantadas,
recitadas,
talhadas e arranjadas.
E, assim, costuradas ou estranguladas,
perderam-se quando rasgaram como lâminas,
enfeitaram na delicadeza,
perfuraram quando foram pontiagudas e intolerantes,
revitalizaram em gestos de misericórdia,
seduziram em paixões sem tamanho.
Quando vieram piedosas,
acalentaram o choro incontido,
transformaram o chão batido,
ampararam o corpo combalido.



4 comentários:

Karin Filgueira disse...

Quanta sensibilidade!
Bom dia, Claudio!
Venho retribuindo sua simpática visita e encontrei um blog repleto de palavras profundas. Que lindo! E que necessário! O mundo vem na contramão de tudo o que é profundo pq ele mtas vezes é superficial o bastante para nos fazer esquecer o que é a sensibilidade, vc não acha?

Deus é Supremo!
A sensibilidade e a plenitude agradam à Ele!
Um abraço, abençoada semana!

Claudio Gontijo disse...

karin

A sensibilidade pode ser um instrumento cortante quando nos distanciamos dela o suficiente para que se torne um fantasma que nos amedronta, que nos chama novamente e dolorosamente à profundidade da alma. Não somos seres superficiais, somos criaturas Divinas. É nisso que vc e eu entramos em comunhão.

Um abraço. Deus ilumine a sua jornada.

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Olá Claudio,agradeço pelas palavras em meu espaço e aqui vejo palavras escritas com muita profundidade,mas não devemos deixá-las que sejam como instrumentos perfurantes que dilaceram,mas sim que sejam palavras doadas com amor,principalmente ao próximo.
Parabéns pelo texto.
Um ótimo inicio de semana.
Carmen Lúcia.

✿ chica disse...

Que maravilha,Cláudio. Tuas palavras não podem ficar guardadas, devem ser bem mostradas! Lindas! abraços, tudo de bom e tuas fotos, belíssimas! chica