c

c
Imagens: Sicalis flaveola (Canário-da-terra)/Cláudio Gontijo/Lassance-MG

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Canário-da-terra


Observando os pássaros nas proximidades do Velhas, notei uma espécie de coloração amarelada alimentando-se das sementes da vegetação rasteira. Junto do exemplar havia outro de cor cinza/parda. Constatei que se tratava de um casal de Canários-da-terra, conhecidos em Minas por muitos como Canário-chapinha. Fiquei surpreso, na época, pois eles andavam sumidos, devido à captura criminosa e ao extermínio de grandes populações por sementes impregnadas de agrotóxicos.



O casal de canários-da-terra (Sicalis flaveola). O macho de cor amarelada. Imagem: Cláudio J Gontijo/Lassance-MG




O macho possui cor amarelada e a fêmea a cor cinza. Por ocasião do acasalamento no período do verão, o macho exibirá um canto melodioso e poderá até executar uma dança rápida para atrair a sua parceira. A fêmea botará em média quatro ovos que irão eclodir em duas semanas. Com mais 20 dias os filhotes já poderão voar. Os seus ninhos são feitos por capim seco, cobertos, em forma de uma pequenina cesta. São utilizados até mesmo casas de joão-de-barro abandonadas, buracos em madeira oca, aberturas em telhas.




A fêmea (cinza) pousada num dos galhos da Bougainvillea. Imagem: Cláudio J Gontijo/Lassance-MG





Esta espécie é originária da América do Sul. Vive em locais de vegetação seca, na caatinga, no cerrado, nas margens dos cursos d'água. Seu alimento predileto são as sementes de gramíneas. Mas ocasionalmente podem servir-se de insetos.

Um comentário:

Tania Rodrigues disse...

Eu queria postar para você a Carta da Terra, porém não consegui. Sou um pouco analfabeta digital, logo nem sei se tem jeito de eu postar algo. Abraços.
Tania Rodrigues - Pedagoga