c

c
Imagens: Sicalis flaveola (Canário-da-terra)/Cláudio Gontijo/Lassance-MG

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Bem-te-vi


Logo pela manhã um dos primeiros cantos ouvidos é o do Bem-te-vi. Eles se adaptam bem ao ambiente urbano, talvez devido à sua alimentação variada. Podem ingerir com facilidade um cardápio diversificado: frutas (mamão, laranja, banana), muitos tipos de insetos, larvas (minhocas), pequenos vertebrados (lagartos,cobras) e até mesmo ovos de outros pássaros. Vivem também nos mais diferentes lugares: margem de cursos d'água, na vegetação dos campos, em áreas de cultivo e matas.





O Bem-te-vi (Pitangus sulphuratus) em pose especial. Imagem: Cláudio J Gontijo/Sete Lagoas-MG





Embora possam atacar ninhos de outros pássaros, eles são valentes e não são tolerantes com outras espécies nos locais onde estabelecem seus hábitos alimentares e de reprodução. É possível observar suas investidas contra gaviões e outras aves de rapina (predadoras).





O Bem-te-vi pousa nos mais diversos lugares. Imagem: Cláudio J Gontijo/Lassance-MG





É no verão que realiza seu processo de reprodução. Coleta capim e o entrelaça a galhos de pequeno porte, em partes mais protegidas e altas das árvores. Podem utilizar eventualmente locais ocos em rochas e troncos. A fêmea realiza a postura de três a quatro ovos, em média, que eclodem em duas semanas. Macho e fêmea se revesam no cuidado com o ninho. Nestas áreas não costumam ser muito hospitaleiros.

Postar um comentário