c

c
Imagens: Sicalis flaveola (Canário-da-terra)/Cláudio Gontijo/Lassance-MG

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Mico Estrela

Antes mesmo de avistarmos estes mamíferos, primatas ou macacos de pequeno porte, já podemos ouvir o som parecido com um longo e fino assobio. O Sagui, Mico Estrela ou, simplesmente, mico (Callithrix penicillata), habita as matas menos densas, matas ciliares, o cerrado e vem avançando para a vegetação das cidades. É possível encontrá-lo, por exemplo, em algumas árvores altas (pequeno bosque) de uma propriedade semi-abandonada no populoso e movimentado Bairro Caiçara, em Belo Horizonte. 

Estes animais vivem em grupos com média de sete a dez indivíduos. As fêmeas exercem um papel marcante na condução dos membros. Possuem prioridade na alimentação e algumas ficam mais aptas à reprodução, enquanto outras não irão adquirir esta função. Um casal disputará a liderança do grupo. Dentro desta complexa sociedade familiar, ao que parece, a fidelidade é grande. O macho costuma permanecer na companhia da fêmea escolhida até a sua morte. Quando um dos componentes da família está acuado ou doente, todos os outros permanecem alertas.




O sagui prepara-se para ir ao chão, geralmente para capturar insetos ou beber água. Imagem; Cláudio Gontijo/Margem do Rio das Velhas/Lassance-MG




A gestação ocorre em cinco meses e os dois filhotes nascidos mamam até os seis meses de idade. Após mais 18 meses eles podem atingir a maturidade sexual. Os machos costumam carregar os filhotes até que eles adquiram mais destreza. É deles também a função de alimentá-los.




O macho recebe o carinho da fêmea e transporta um dos filhotes. Imagem; web




A alimentação do sagui é muito variada, sendo ele um animal onívoro. Brotos vegetais, frutas, folhas tenras, répteis, pequenos mamíferos, ovos, filhotes de pássaros, formam o seu conjunto alimentar. A destruição do habitat desta espécie tem ocasionado o seu avanço para locais próximos às casas, quando eles arriscam-se em busca de alimento. Contudo devemos ter cautela ao alimentá-los; as substâncias químicas conservantes dos alimentos industrializados poderão causar a sua morte.





O Mico Estrela possui grande agilidade e facilidade de locomoção. Imagem: Cláudio Gontijo/Lassance-MG





Estas espécies vivem na América do Sul e Central, preferencialmente em regiões de clima tropical. O seu tempo médio de vida é de 10 anos. Estes primatas são animais tipicamente silvestres, embora possam ser criados em cativeiro com a autorização do IBAMA. Não é aconselhável domesticá-los; suas reações são imprevisíveis e eles poderão tornar-se ferozes de forma instantânea, atacando até mesmo seus possíveis "donos".


Postar um comentário