c

c
Imagens: Sicalis flaveola (Canário-da-terra)/Cláudio Gontijo/Lassance-MG

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Os animais de corpo mole; moluscos.

Encontramos moluscos na terra, na água doce e no mar. Embora sejam animais invertebrados, sem estrutura óssea partindo de uma espinha dorsal, muitos deles apresentam uma carapaça rígida, protetora de uma parte do seu corpo. Esta concha, como é chamada, é secretada pelo próprio corpo do animal (manto) composta de substâncias que são carbonato de cálcio, compondo o que denominamos de esqueleto externo ou exoesqueleto. Encontramos na praia diversas formas e modelos destas conchas. Na terra e na água doce a forma mais comum é o caracol, um cone torcido. 




Diversos tipos de conchas; algumas fazem a camuflagem do animal, outras repelem os predadores.




O corpo dos moluscos é dividido principalmente em três partes: cabeça, massa visceral e pés. Numa região denominada de manto, próxima aos pés, existem glândulas que secretam um muco pegajoso utilizado na locomoção e proteção do corpo. 





As vísceras envolvem os pulmões, órgãos reprodutores e digestivos. A cabeça apresenta tentáculos em cuja extremidade estão os olhos. O aparelho bucal possui uma estrutura relativamente rígida, a rádula, utilizada como uma língua capaz de preparar pedaços de vegetais a serem digeridos.


Caramujo com a concha e o par de tentáculos onde se localizam os olhos.





Estes animais dividem-se em três grupos ou classes: cefalópodes, gastrópodes e bivalves (bi- duas, valves- peças). 

Os cefalópodes não apresentam carapaça externa. Os polvos e lulas são seus principais representantes. 








 A imagem de uma lula



















O polvo no fundo do mar; um exemplo de cefalópode.










Os gastrópodes possuem uma única concha ou peça (univalves) de material rígido. Estes caracóis espalham-se pelo solo úmido, pelas margens de lagoas, rios e riachos. 


As ostras e os mexilhões são exemplos de seres vivos que fazem parte da classe dos bivalves. Apresentam duas peças (valves) protetoras da massa visceral interna. Habitam as costas rochosas marinhas, o fundo do mar e de cursos de água doce.


Os moluscos que vivem em ambiente aquático respiram por estruturas denominadas de brânquias, os terrestres possuem um sistema pulmonar.



As ostras possuem duas valves ou carapaças. Os bivalves não possuem região cefálica. Alimentam-se filtrando a água que entra no interior da concha.




sexta-feira, 19 de maio de 2017

Face a face






Hoje caminhamos confusos, onde o eixo é dúvida,
onde pensamos não haver como continuar,
sem qualquer olhar,
sem qualquer proposta,
sem nenhum abraço.
Mas então haverá o tempo em que amanhecerá,
e contemplaremos soluções onde se desenhava o improvável.
O mal se tornará decadente,
a desconfiança ficará em uma valeta da estrada,
carcomida e amarelada.
Mas tudo aquilo que experimentamos não se livrará do tempo,
o implacável tempo que tudo altera,
que deixará gastas todas as certezas absolutas que afirmamos e juramos,
pela nossa vida,
que também passará.
Todos sairão de suas jornadas,
porque elas deixarão de ser escolhas,
todos terminarão suas orações,
porque elas ficarão imprecisas,
todos deixarão suas palavras,
porque elas serão desnecessárias,
diante do que se colocará diante de nós.
Então veremos face a face,
aquilo que transportaremos, legítimo, para uma dimensão que estará em nós,
onde o amor dirá todos os dons,
todas as curas,
milagres,
preces,
confissões.
E mesmo com a esperança que transportamos a passos rápidos,
preocupações,
ocupações,
tudo ainda terá sido minúsculo,
diante do que teremos,
por uma imensurável,
necessidade de vida eterna,
de vida em licitude,
de vida em plenitude,
de verdade..