c

c
Imagens: Sicalis flaveola (Canário-da-terra)/Cláudio Gontijo/Lassance-MG

segunda-feira, 3 de março de 2014

Desequilíbrio Ambiental I

É provável que metade da cobertura vegetal da superfície terrestre já tenha sido arrancada. As florestas e os gases atmosféricos são importantes fatores que contribuem para a regulação climática. As correntes marinhas alteram a sua temperatura, geleiras se desfazem em um processo que foge à normalidade, ocorrem nevascas violentas, tempestades inundam cidades e, o mais grave, as reservas de água potável vão ficando menores.



Temperaturas altas favorecem a multiplicação de gafanhotos que arrasam plantações e muitas espécies vegetais nativas. Imagem: Cláudio Gontijo/Lassance-MG



Inúmeras espécies vegetais vão desaparecendo e com elas o alimento para grandes populações de animais. Um teia alimentar vai sendo desfeita. A superfície terrestre vai se descaracterizando.




Os pequizeiros, nativos do cerrado, fornecem alimento a muitas espécies de animais. Eles estão desaparecendo. Imagem: Cláudio Gontijo/Lassance-MG




Talvez a lembrança das árvores só aconteça de fato quando sofremos os efeitos das temperaturas insuportáveis, dos inúmeros fenômenos alérgicos provocados pelo clima árido, da necessidade de uma pequena sombra em meio ao concreto e o asfalto, da sede.





Parece uma estrada, mas é o leito seco de um córrego que outrora já foi caudaloso. Imagem: Cláudio Gontijo/Lassance-MG


















Postar um comentário